Arquivo da categoria: Reportagem

Um dia com os atletas do lixo de Porto Alegre

Caminhão do Departamento Municipal de Limpeza Urbana realiza a coleta na zona sul de Porto Alegre - Crédito: Cindy Vitali
Caminhão do Departamento Municipal de Limpeza Urbana realiza a coleta na zona sul de Porto Alegre – Crédito: Cindy Vitali
Diariamente cerca de 2 mil toneladas de resíduos sólidos são recolhidas em Porto Alegre (RS) pelo Departamento Municipal de Limpeza Urbana. Dar conta de tudo isso não é fácil. Para conferir como é feito o trabalho, em uma sexta-feira ensolarada de abril a reportagem do blog de Jornalismo Ambiental da UniRitter acompanhou a intensa e árdua rotina de uma equipe de coleta domiciliar pelos bairros Cristal e Assunção, na zona sul da capital gaúcha.

Por Cindy Vitalli
Jornalismo Ambiental / Manhã

Pode parecer besteira, mas uma latinha de Coca-Cola machuca, e muito, uma pessoa. Uma seringa no lixo também pode causar dor. Acidentes que infelizmente acontecem em uma realidade não muito distante. Existem dificuldades do lado de fora da porta da nossa casa que são ignoradas. Continue lendo Um dia com os atletas do lixo de Porto Alegre

A Vila Nova dos pêssegos

A história dos descendentes de italianos que presenciaram a ascensão e a queda da produção de frutas no bairro da zona sul de Porto Alegre que vem sendo ocupado por empreendimentos imobiliários.

Nos meses de fevereiro e março florescem os pés de pêssego. A colheita das frutas ocorre entre setembro e novembro – Crédito: Thuane Liesenfeld
Nos meses de fevereiro e março florescem os pés de pêssego. A colheita das frutas ocorre entre setembro e novembro – Crédito: Thuane Liesenfeld

Por Thuane Liesenfeld
Jornalismo Ambiental / Manhã

Abalada pela concorrência de outras regiões, a produção de pêssegos no bairro Vila Nova não é mais a mesma. Muitas famílias desistiram de suas plantações e venderam suas terras para empreendimentos imobiliários que avançam pelo sul de Porto Alegre (RS). Algumas ainda resistem produzindo fruta. Continue lendo A Vila Nova dos pêssegos

O clima e o mosquito

Mosquito Aedes aegypti, o principal vetor da dengue no Brasil - Crédito: James Gathany/Wikimedia Commons
Mosquito Aedes aegypti, o principal vetor da dengue no Brasil – Crédito: James Gathany/Wikimedia Commons

Como o aquecimento global influencia os casos de dengue no Rio Grande do Sul

 

Joana Berwanger / Famecos

Primeiro lugar na categoria Reportagem em Texto da Mostra Competitiva do XXVIII Set Universitário (2015).

 

 

Por Leonardo Pujol
Jornalismo Ambiental / Noite

Domingo, ao acordar, dona Darci não se sentiu bem. Seu corpo estava mole como geleia. Os olhos, fundos. A temperatura corporal era alta, quase a ponto de borbulhar. Tremia. Sentia dor em cada fio de cabelo. Estava fraca até mesmo para comer. Jamais tinha sentido um mal-estar semelhante. Debilitada, optou por um analgésico e se embrulhou na cama. Rogava para que aquele domingo preguiçoso passasse logo – e que aquela dor estranha fosse junto. Continue lendo O clima e o mosquito

E se o nosso telhado fosse verde?

Telhado verde mantido no campus da UFRGS em Porto Alegre (RS). Crédito: Carine Bordin
Telhado verde mantido no campus da UFRGS em Porto Alegre (RS). Crédito: Carine Bordin

Acordar de manhã cedo e fazer um suco de maracujá da fruta colhida diretamente do seu telhado. Ou então, fazer uma salada com alface e tomate sem precisar ir ao supermercado e com a certeza de estar consumindo vegetais cem por cento naturais e sem agrotóxicos. Poucas pessoas sabem, mas já é possível montar uma pequena horta no próprio telhado de casa.

Por Carine Martins Bordin
Jornalismo Ambiental / Noite Continue lendo E se o nosso telhado fosse verde?

As dificuldades de pedalar em Porto Alegre

Em um trânsito cada vez mais caótico e ciclovias com problemas, quem opta por usar a bicicleta na capital gaúcha enfrenta um cenário adverso.

DSC03618Andar de bicicleta em Porto Alegre pode ser encarado como um desafio. Já pensou desviar, todos os dias, de motoristas nervosos e estressados em um trânsito cada vez mais caótico? Ou então ter, depois de muito tempo de lutas e discussões, um local exclusivo para o uso de sua bike, mas ele ser utilizado, ou melhor dizendo invadido, por pessoas que não deveriam estar ali? Ou pior ainda ser encarado como um estorvo, algo que atrapalha a fluidez de nosso bom e velho trânsito planejado para nossos lindos e robustos veículos automotores? Os ciclistas da capital dos gaúchos enfrentam esses problemas todos os dias.

Texto e fotos: Anderson Aires
Jornalismo Ambiental / Manhã

De acordo com dados da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), somente no último ano (2013) ocorreram 230 acidentes envolvendo ciclistas em Porto Alegre, com nove vítimas fatais, quase o dobro de 2012 que teve cinco mortes. Segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran/RS), no primeiro trimestre deste ano 31 ciclistas morreram no estado do Rio Grande do Sul, o que da uma média, assustadora, de um ciclista morto a cada três dias no RS. Continue lendo As dificuldades de pedalar em Porto Alegre

O futuro sem alimento

Crédito: Fernando Dias / FZB-RS
Crédito: Fernando Dias / FZB-RS

As primaveras do futuro terão menos flores; as mesas de jantar, menos alimento. Alguns legumes, frutas e sementes serão extintos, enquanto outros se tornarão produtos de luxo com valores elevados nos supermercados. Um holocausto silencioso se instaurou entre várias espécies de abelhas em todos os continentes, reduzindo as populações desses insetos responsáveis por cerca de 80% da polinização dos cultivos do planeta. As consequências se traduzem no agravamento da nossa já existente crise alimentar, que afetará diretamente aos humanos e colocará diversas espécies em risco de extinção.

 

Massey Ferguson / Divulgação

2º lugar na categoria Estudante do 13º Prêmio Massey Ferguson de Jornalismo (2014)

 

 

 

 

Por Paola Rebelo Casagrande
Jornalismo Ambiental – Manhã

Desde o final da década de 1960, especialistas em diversas partes no mundo começaram a notar uma abrupta redução nas populações das abelhas na Europa, e não tardou a começar a se notar o sumiço desses insetos em vários outros países, tais como no Egito, Japão, China e Austrália. O fenômeno que ficou conhecido como Distúrbio do Colapso das Colônias (CCD na sigla em inglês) pode desencadear uma crise alimentar grave em todo o planeta e, por consequência, afetar as economias de diversos países que se utilizam da agricultura para gerar capital. Após anos de pesquisa, ainda não se detectou o principal agente por trás da extinção desses insetos, mas os cientistas sugerem uma complexa interação de diversas causas como responsáveis por esse distúrbio, entre elas o aquecimento global, as monoculturas, as queimadas e o desmatamento. Continue lendo O futuro sem alimento

Papelão e ecodesign: o futuro guiado pela imaginação

Móvel de papelão da Cartone Design - Crédito: Divulgação
Móvel de papelão da Cartone Design – Crédito: Divulgação

A mesma criatividade que se tem para inventar coisas na infância tem feito profissionais, preocupados com o meio ambiente, se destacarem no ramo de ecodesign. Você consegue imaginar ter móveis de papelão em sua casa tão resistentes quanto os feitos com plástico, MDF ou madeira? O que antes era apenas brincadeira de criança, agora virou realidade.

Por Shalynski Zechlinski – Jornalismo Ambiental / Noite

Talvez muitas pessoas não saibam, mas na busca por uma vida mais simples, sem desperdícios, e pensando na preservação do meio ambiente, algumas lojas já começaram a fabricar produtos à base de papelão. A Cartone Design, com sede em São Paulo (SP), é um exemplo de empresa brasileira que se dedica a esse tipo de produção. Continue lendo Papelão e ecodesign: o futuro guiado pela imaginação

No rastro dos pneus: soluções sustentáveis para a borracha

Depósito Elmo Pneus – Crédito: Divulgação
Depósito Elmo Pneus – Crédito: Divulgação

Especialistas, organizações não governamentais e simpatizantes da causa ecológica lutam para sanar os problemas de mobilidade e a poluição do ar. Porém, um detalhe a que poucos se atentam é a quantidade de pneus utilizados e desprezados na natureza. Um exemplo de sustentabilidade e inovação é a marca Vuelo, nascida no ano passado em Porto Alegre, que desenvolve bolsas, mochilas e carteiras a partir de materiais retirados das ruas.

Por Carlos Redel e Kyane Sutelo
Jornalismo Ambiental / Noite

Cerca de 790 mil veículos circulam, atualmente, em Porto Alegre, segundo dados do Departamento Estadual de Trânsito do Rio Grande do Sul (Detran-RS). Com o aumento de aproximadamente 35% no número de automóveis na cidade, nos últimos 10 anos, ocorrido devido ao crescimento na renda per capita e a redução dos juros, potencializaram-se os impactos ambientais. Continue lendo No rastro dos pneus: soluções sustentáveis para a borracha

Monitoramento do ar deixa muito a desejar em Porto Alegre

Porto Alegre tem 790.038 veículos licenciados para circular segundo dados do Detran de abril de 2014 - Foto: Liliane Pereira
Porto Alegre tem 790.038 veículos licenciados para circular segundo dados do Detran de abril de 2014 – Foto: Liliane Pereira

Monitorar a qualidade do ar que respiramos é tão essencial quanto controlar a pureza da água que bebemos. No entanto esse controle não tem acontecido como deveria para nos revelar o índice real de poluição atmosférica existente na capital gaúcha.

 

 

1º lugar no 6º Prêmio Unochapecó / Caixa de Jornalismo Ambiental (2014)

 

 

Por Liliane Pereira
Jornalismo Ambiental / Manhã

Quem tem o dever de controlar a poluição do ar nas regiões mais poluídas do Rio Grande do Sul é a Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam). Por falta de investimentos, não é o que ocorre. Em Porto Alegre o monitoramento também é atribuição da Secretaria Municipal do Meio Ambiente (SMAM). Das três estações municipais, apenas uma funciona. Continue lendo Monitoramento do ar deixa muito a desejar em Porto Alegre

Na feira dos agricultores ecologistas, até flor se come e faz bem pra saúde

Tradicional feira de agricultores ecologistas de Porto Alegre realizada aos sábados pela manhã na José Bonifácio, ao lado do Parque da Redenção
Tradicional feira de agricultores ecologistas de Porto Alegre realizada aos sábados pela manhã na José Bonifácio, ao lado do Parque da Redenção
Por trás de cada banca da Feira dos Agricultores Ecologistas de Porto Alegre (RS) uma história diferente. Por trás de cada produtor um ideal. Responsabilidade social, ambiental e sustentável mostram-se presentes no olhar de cada trabalhador, que ali busca sustento, e um mundo melhor.

 

Massey Ferguson / Divulgação

3º lugar na categoria Estudante do 13º Prêmio Massey Ferguson de Jornalismo (2014)

 

 

 

Texto e fotos: Gabriela Fritsch
Jornalismo Ambiental / Noite

Salvador Rosa da Silva, mais conhecido como Dodô, trabalha aos sábados na Feira dos Agricultores Ecologistas (FAE), localizada no bairro Bom Fim, em Porto Alegre (RS). Produtor de legumes, verduras e frutas no bairro Lami, extremo-sul da capital gaúcha, um de seus cultivos chama atenção: o hibisco, planta que pode ser consumida de diversas formas e faz sucesso. “Vendo mais ou menos 70 caixinhas da plantinha por feira. O pessoal gosta porque muitas receitas podem ser feitas com a flor”, conta. Geleia, pasta salgada, chá, doces e bebidas podem ser produzidos a partir da pequena planta. Continue lendo Na feira dos agricultores ecologistas, até flor se come e faz bem pra saúde