Arquivo da tag: Agricultura orgânica

Mulheres das mãos verdes

No Sítio de Carolina, os cuidados com o plantio orgânico são redobrados já que a briga com lagartas e besouros é diária – Crédito: Arquivo Pessoal
No Sítio de Carolina, os cuidados com o plantio orgânico são redobrados já que a briga com lagartas e besouros é diária – Crédito: Arquivo Pessoal
Três mulheres transformaram seus ideais em negócio. Apostaram em suas crenças de uma relação amigável e respeitável com o planeta ao escolherem pelos produtos orgânicos e veganos. Cada uma com uma história diferente, mas com pontos em comum, as três defensoras do meio ambiente contam como iniciaram a trilhar esse caminho.

Por Débora Neto
Jornalismo Ambiental / Manhã

Após anos trabalhando com produção audiovisual, moda e publicidade, Paola Salerno encontrou seu verdadeiro amor quando decidiu transformar seu hobby em profissão. Formada em jornalismo e cinema, passou a infância frequentando a fazenda de seus avós maternos, onde ficou muito íntima da agricultura de subsistência – plantio em pequenas propriedades que utiliza métodos tradicionais de cultivo para garantir a sobrevivência do agricultor e de sua família – até sua fase adulta, quando foi se distanciando. O que ela não esperava era que, ao entrar na faculdade de gastronomia, em uma cadeira voltada para sustentabilidade, ela reencontraria suas raízes em um caminho sem volta. Continue lendo Mulheres das mãos verdes

Dá para comer saudável sem sair de casa: tele-entrega não é só Fast Food

Projeto simples e inovador, visa aproximar produtores de orgânicos dos consumidores

Por Lauren Dourado
Jornalismo Ambiental / Noite

Bárbara Behs, proprietária da Cesta Feira Tele-entrega de produtos orgânicos - Crédito: Lauren Dourado
Bárbara Behs, proprietária da Cesta Feira Tele-entrega de produtos orgânicos – Crédito: Lauren Dourado

Foi no trabalho de conclusão de curso que a proprietária do e-commerce de produtos orgânicos Cesta Feira, Bárbara Behs, 25 anos, formada em Zootecnia, teve a ideia de aproximar pessoas que teriam interesse em consumir produtos orgânicos, de quem os produz. A agricultura familiar em Santa Catarina, onde Bárbara realizou o curso é bastante praticada, porém segundo ela, estes produtores não tem uma estruturação bem formada, o que dificulta a inserção destes pequenos agricultores no mercado.

Continue lendo Dá para comer saudável sem sair de casa: tele-entrega não é só Fast Food

A vibe orgânica em Porto Alegre

Bastidor da feira de alimentos orgânicos no bairro Menino Deus em Porto Alegre (RS) – Crédito: Mariana Catalane
Bastidor da feira de alimentos orgânicos no bairro Menino Deus em Porto Alegre (RS) – Crédito: Mariana Catalane
Agricultores, comerciantes e cidadãos que optam por orgânicos ainda são minoria, mas dizem não, em alto e bom som, ao uso e consumo de agrotóxicos.

Por Mariana Catalane
Jornalismo Ambiental / Manhã

No Brasil há mais de 200 milhões de pessoas e além de estar em segundo lugar no ranking de maior produção de alimentos do mundo, já faz um tempo que o país é o maior consumidor de agrotóxicos.

Desde a década de 1950 a maneira tradicional de produção agrícola vem mudando. Novas tecnologias alteraram os solos e os alimentos. Os advogados do agronegócio falam em defesa da agricultura contra as pragas que atacam as plantações e aumento de validade dos produtos.

A verdade é que o solo de muitos agricultores brasileiros e a produção de verduras, frutas e legumes recebem uma série de venenos. Entretanto, existem pessoas e movimentos que não usam e nem consomem agrotóxicos.

Para explicar as vantagens da alimentação orgânica, querido (a) leitor (a), entrevistamos produtores e consumidores em uma das mais tradicionais feiras ecológicas de Porto Alegre. Continue lendo A vibe orgânica em Porto Alegre

Quando se trata de saúde, o barato sai mais caro

Feira do Bom fim, realizada todos os sábados, das 07:00 às 13:00 - Crédito: Clícia Duarte
Feira do Bom fim, realizada todos os sábados, das 07:00 às 13:00 – Crédito: Clícia Duarte
Do interior para a cidade grande, feira ecológica resiste à pressão do mercado e mantém seu objetivo: trazer qualidade e saúde à sociedade porto-alegrense.

Por Clícia Duarte
Jornalismo Ambiental / Noite

As feiras ecológicas da capital, que acontecem nos bairros Três Figueiras, Menino Deus, Bom Fim (Redenção), Tristeza e Petrópolis, são uma pequena demonstração de que é possível levar uma vida sem consumir agrotóxicos. E o mais incrível é que os organizadores sentem prazer em desenvolver os produtos totalmente orgânicos. Continue lendo Quando se trata de saúde, o barato sai mais caro