Arquivo da tag: Arroio Dilúvio

Eco barreira: uma solução sustentável para as águas do Lago Guaíba

Projeto tem como principal objetivo evitar a poluição das águas por resíduos flutuantes.
Eco barreira do Arroio Dilúvio - Crédito: Marcela Barbosa
Eco barreira do Arroio Dilúvio – Crédito: Marcela Barbosa

Por Sharon Nunes
Jornalismo Ambiental / Noite

O arroio Dilúvio é o principal riacho da capital gaúcha. Ele nasce na Represa Lomba do Sabão, na Lomba do Pinheiro, e recebe água de vários afluentes, como o Marianos, São Vicente, Cascatinha e Moinhos. Atualmente ele deságua no fim da Avenida Ipiranga.

Continue lendo Eco barreira: uma solução sustentável para as águas do Lago Guaíba

É possível despoluir o arroio Dilúvio?

Calcula-se 50.000m³ de detritos depositados todos os anos. Crédito: Mariana Tripoli
Calcula-se 50.000m³ de detritos depositados todos os anos. Crédito: Mariana Tripoli
Tendo como principal problema de poluição as sub-habitações no entorno de sua bacia, o arroio Dilúvio, que corta Porto Alegre (RS), possui problemas bem mais graves do que somente a sujeira em suas águas.

Por Mariana Tripoli
Jornalismo Ambiental / Manhã

“A despoluição do arroio Dilúvio é o desafio do século, uma batalha épica, no limiar do impossível, flerta com a utopia e a loucura”, diz Eduardo Noach, dono da página no facebook Eu Quero o Arroio Dilúvio Despoluído e Limpo há cinco anos. Eduardo acredita que o arroio que corta a capital gaúcha pode e deve ser despoluído o quanto antes. Continue lendo É possível despoluir o arroio Dilúvio?

Ecopoética: a possibilidade de arte sobre as águas

Performance realizada em uma das pontes do arroio Dilúvio durante o 7° Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre em abril de 2015 – Crédito: Juliana Pereira
Performance realizada em uma das pontes do arroio Dilúvio durante o 7° Festival Internacional de Teatro de Rua de Porto Alegre em abril de 2015 – Crédito: Juliana Pereira
Rossendo Rodrigues explica nesta entrevista os objetivos que o levaram a criar o projeto Ecopoética e revela seu desejo de realizar performances também em São Paulo.

Por Juliana Pereira
Jornalismo Ambiental / Noite

A força da arte e o potencial de transformação social através de performances é o que caracteriza o projeto Ecopoética. Concebido pelo pesquisador, ator e performer Rossendo Rodrigues, e desenvolvido desde 2013 em parceria com a atriz e também pesquisadora Marina Mendo, têm por objetivo realizar ações artísticas sobre os ecossistemas aquáticos urbanos em estado de degradação, chamando a atenção do público sobre o local. A primeira etapa do projeto foi contemplada com o prêmio de pesquisa Décio Freitas e desenvolvida ao longo de 2014 com o financiamento do Fundo Municipal de Cultura de Porto Alegre (Fumproarte). Continue lendo Ecopoética: a possibilidade de arte sobre as águas