O foco ambiental no Jornal do Comércio

Patrícia Comunello, repórter do Jornal do Comércio de Porto Alegre - Crédito: Divulgação
Patrícia Comunello, repórter do Jornal do Comércio de Porto Alegre – Crédito: Divulgação
É na economia que está o principal foco de um dos mais antigos e tradicionais jornais de Porto Alegre. O Jornal do Comércio trabalha de uma forma competente nas áreas da economia, política, buscando mostrar sempre todos os lados da notícia de forma imparcial e acreditando na verdade sempre. Com essas características que a redação do JC trabalha também o jornalismo ambiental.

Por Anderson Borges – Jornalismo Ambiental / Noite

“O jornalismo ambiental já não é mais só sobre desmatamento ou natureza. O tema está cada vez maior na sociedade e com diversas questões que precisamos aprofundar mais”, defende a repórter do Jornal do Comércio Patrícia Comunello.

A jornalista tem feito matérias sobre o índice de sustentabilidade empresarial, onde empresas que fazem e produzem projetos de sustentabilidade ganham créditos nas bolsas de valores. Já escreveu também sobre a logística reversa do lixo eletrônico, mostrando para onde vão e o que fazem com equipamentos eletrônicos ultrapassados.

Segundo Patrícia, normalmente na redação do Jornal do Comércio os repórteres são pautados pelas chefias de editorias. Em alguns casos é possível tratar de temas ambientais que possam interessar ao público. “Desde que procure saber as causas e os efeitos na sociedade. O assunto ambiental abordado precisa ter resultado e ser mostrado de todos os lados”, pondera Patrícia.

Numa redação calma e tranquila, pois a visita ocorreu no turno da manhã, a jornalista deu dicas de como se faz jornalismo ambiental. Averiguar os fatos e os responsáveis, mostrar ao público como se deve agir em algumas circunstâncias. Mostrar ao leitor o que está acontecendo em sua cidade ou região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *