Arquivo da tag: Fundação Zoobotânica

A desconstituição do Estado

As Fundações Estaduais ameaçadas pelas Leis 14.997, 14.978 e 14.982 de 2017 – Crédito: Sam Mazzinghy
A Constituição é o principal documento de um país, e dispõe sobre o direito e o dever de todo cidadão – e do Poder Público. Desde dezembro de 2016, a legalidade do processo que trata da possível extinção de nove fundações ligadas ao Estado do Rio Grande do Sul vem sendo discutida em inúmeras rodas de debates e reportagens, além de ser alvo de ação protocolada pelo Ministério Público no Tribunal de Contas do Estado. No entanto, ao propor à sociedade gaúcha o projeto de extinção, o governo parece ter esquecido de suas obrigações constitucionais. Juntas, as fundações formam uma verdadeira força-tarefa, e desempenham a maior parte do que é incumbido ao Poder Público no artigo 225 do capítulo VI da Carta Magna, que trata da proteção do meio ambiente.

Por Ana Carolina Pinheiro e Patricia Vieira
Jornalismo Ambiental – Campus Zona Sul / Noite

É de praxe que os últimos dias do ano sejam bastante calmos, com expedientes mais curtos e menos demanda de trabalho – especialmente em órgãos públicos. Não foi isso que aconteceu na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul no dia 21 de dezembro, primeiro dia de verão de 2016. Em uma extensa votação que se estendeu pela madrugada, os parlamentares gaúchos aprovaram a extinção de nove fundações ligadas ao Estado.

Porém, tendo como argumento a contenção de gastos e o combate à crise financeira do RS, a proposta parece ignorar o trabalho realizado pelas fundações ameaçadas. São elas que desempenham parte significativa das incumbências previstas na Constituição Federal de 1988 ao Poder Público. Um exemplo disso é o parágrafo primeiro do artigo 225 capítulo VI da Carta Magna, que designa o que é de obrigação do Poder Público na área de meio ambiente.

Art. 225. Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao Poder Público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações. Continue lendo A desconstituição do Estado

O Jardim Botânico de Porto Alegre pede socorro

Parque abriga uma extensa variedade de vidas que vivem a incerteza da mudança de administração do local – Crédito: Daniela Knevitz
Com a decisão do governo gaúcho, sancionada pelo poder legislativo, de extinguir a Fundação Zoobotânica, transferindo suas atribuições para a Secretaria do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável, paira uma dúvida sobre o futuro do Jardim Botânico de Porto Alegre, considerado um dos melhores do Brasil.

Por Daiana Camillo, Daniela Knevitz e Larissa Zarpelon
Jornalismo Ambiental campus Fapa / Noite

A flora do Jardim Botânico de Porto Alegre é tão bonita que parece um quebra-cabeça, onde todas plantas que ali vivem se encaixam em seu devido lugar. É como se cada pedacinho de terra tivesse sido feito especialmente para abrigar as raízes de alguém que foi colocado ali com tanto amor, que jamais poderia sair.

No ano de 2016, o Jardim Botânico da capital gaúcha, um dos melhores do país, foi visitado por 63.294 mil pessoas e 327 escolas. Somente em janeiro e fevereiro de 2017,  passaram pelo local exatos 4.407 mil visitantes, que se mostram cada vez mais preocupados com o futuro do parque ameaçado de extinção pela gestão atual do Palácio Piratini. Continue lendo O Jardim Botânico de Porto Alegre pede socorro

Fundação Zoobotânica luta contra a sua extinção

Bolsistas Deivid Pereira e Dener Hiermann durante manifestação em prol da Fundação Zoobotânica realizada no Parque da Redenção na Semana de Porto Alegre – Crédito: Ana Paula Lima
Funcionários denunciam que o fim programado da Fundação Zoobotânica fragilizará ainda mais as políticas de conservação ambiental no Rio Grande do Sul, pois a Secretaria Estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema) não apresenta condições de assumir as funções científicas desempenhadas atualmente pela FZB.

Por Ana Paula Lima, Nathalia Kerkhoven e Thayane Lopes
Jornalismo Ambiental campus Fapa / Noite

“Onde fica o Jardim Botânico? É um parque? Fica em Porto Alegre? A Fundação fica dentro desse Jardim Botânico? ”, responde ao telefone funcionário da Secretaria Estadual do Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Sema), que optou por não se identificar, ao ser perguntado sobre a extinção da Fundação Zoobotânica, decidida pelo Palácio Piratini com aval do Palácio Farroupilha. Continue lendo Fundação Zoobotânica luta contra a sua extinção

A polêmica proposta de privatização do Zoo de Sapucaia do Sul (RS)

Zoológico de Sapucaia do Sul é visitado por mais de 700 mil pessoas por ano e sua área de vegetação cumpre importante papel ecológico na Região Metropolitana de Porto Alegre – Crédito: Fundação Zoobotânica / Divulgação
Zoológico de Sapucaia do Sul é visitado por mais de 700 mil pessoas por ano e sua área de vegetação cumpre importante papel ecológico na Região Metropolitana de Porto Alegre – Crédito: Fundação Zoobotânica / Divulgação 
Cobertura especial da audiência pública realizada no dia 3 de junho na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul para debater a proposta de privatização das unidades de conservação gaúchas. Confira a posição do Governo do Estado, da oposição, de funcionários dos órgãos ambientais e de ambientalistas.

Por Débora Dalmoro
Jornalismo Ambiental / Manhã

A proposta para privatizar parte das unidades de conservação gaúchas colocou a oposição e o movimento ambientalista em pé de guerra com o Palácio Piratini. Entre as possíveis concessões, a do Zoológico de Sapucaia do Sul é a que tem causado maior polêmica. Para debater o assunto, audiência pública foi realizada na Assembleia Legislativa no dia 3 de junho. Esperada com expectativa, a Secretária do Meio Ambiente, Ana Pellini, não compareceu, mas mandou representante. Continue lendo A polêmica proposta de privatização do Zoo de Sapucaia do Sul (RS)