Arquivo da tag: Nova Chocolatão

“Política Nacional de Resíduos Sólidos é lida de ponta-cabeça”

Caminhão a serviço da prefeitura de Porto Alegre – Crédito: Sidd Rodrigues
Em audiência pública sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos, Daniel Martini, promotor do Ministério Público do Rio Grande do Sul, afirmou que, em sua maioria, gestores municipais não seguem o que diz a lei de 2010.

Por Daniela Knevitz
Jornalismo Ambiental – Campus Fapa / Noite

Em de 2 de agosto de 2010, foi sancionada a Lei Nº 12.305 que trata da Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Ela determina a prevenção e a redução na geração de resíduos, tendo como proposta a prática de hábitos de consumo sustentável e um conjunto de instrumentos para propiciar o aumento da reciclagem e da reutilização dos resíduos sólidos (aquilo que tem valor econômico e pode ser reciclado ou reaproveitado), além da destinação ambientalmente adequada dos rejeitos (aquilo que não pode ser reciclado ou reutilizado). A lei institui, ainda, a responsabilidade compartilhada dos geradores de resíduos: fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes, cidadãos e titulares de serviços de manejo dos resíduos sólidos urbanos na Logística Reversa, dos resíduos e embalagens pré e pós-consumo. Continue lendo “Política Nacional de Resíduos Sólidos é lida de ponta-cabeça”

“Minha querida, tu vai ter que por a mão no lixo!”

Trabalhadores usam luvas e equipamentos para não se machucar na Unidade de Triagem da Nova Chocolatão – Crédito: Viviane Santos
A história de quem precisou – literalmente – colocar a mão no lixo para sobreviver

Por Cristine Fogliati Nunes e Viviane Santos
Jornalismo Ambiental campus Fapa / Noite

A bordo do táxi, Daniela, a mãe e seus dois filhos pequenos. Saindo de Bagé, a caminho da capital com dois sacos de roupas, um liquidificador, cinco quilos de açúcar e uma esperança que se desfazia cada vez que passavam em frente aos prédios da avenida Borges de Medeiros sem que nenhum fosse sequer parecido com a moradia de sua mãe. Em frente ao Centro Administrativo Fernando Ferrari, os sonhos da jovem de 20 anos pareciam distantes.

Uma montanha de lixo foi o primeiro contato visual dela com o lugar. Vila Chocolatão, seria seu novo lar. Hoje, com 33 anos, Daniela do Carmo Gonçalves relembra da sua surpresa ao chegar a Porto Alegre. Seu único pensamento naquele dia era: “eu quero voltar”. Mas, era tarde demais.

A única saída encontrada por sua mãe foi chamar a jovem para auxiliá-la no Centro de Triagem. Assim, pelo menos com uma pequena renda ajudaria na nova vida. No princípio, Daniela se opôs à ideia de trabalhar naquele lugar. A realidade só veio à tona quando ouviu do seu padrasto: “Minha querida, tu vai ter que por a mão no lixo!”. Continue lendo “Minha querida, tu vai ter que por a mão no lixo!”